Pesca esportiva em Foz do Iguaçu

JAÚ - PEIXES RIO PARANÁ

peixes rio paraná

Caracterização:

É a maior espécie de peixe da Bacia do Alto Paraná e uma das maiores de nossa ictiofauna, podendo atingir 1,50m de comprimento e até 150kg; no Rio Paraná, o tamanho máximo registrado é de 1,5m. É um peixe de couro, com corpo robusto e largo, cabeça grande e comprimida e boca terminal, bastante grande, com barbilhões maxilares relativamente curtos, atingindo a base da nadadeira dorsal. Coloração castanha escura a olivácea, com ventre mais claro; exemplares menores apresentam inúmeras manchas dorsais escuras. O primeiro raio das nadadeiras peitorais e dorsal é fortemente ossificado e dentado na borda posterior. A nadadeira dorsal é mais extensa que a anal, e a caudal é bifurcada. Seu nome, de origem indígena, significa “grande comedor”. É comum essa espécie ser identificada como Paulicea luetkeni, que é sinônimo, ou Zungaro zungaro, denominação válida para a Bacia Amazônica.

Distribuição:

Bacias dos Rios Amazonas, Paraná, Paraguai e Uruguai.

Pesca:

Foi uma das dez espécies mais importantes na pesca profissional no Reservatório de Itaipu, onde é capturado principalmente com espinhéis, mas sua pesca declinou severamente na última década. É um dos peixes mais difíceis para os pescadores amadores, devido ao seu porte e enorme resistência quando fisgado. No trecho paulista do Rio Paraná, no período de 1994 a 2000, apresentou captura média anual de cerca de seis toneladas. É uma das espécies manejadas no Programa de Manejo Pesqueiro da CESP, embora a tecnologia para sua produção seja ainda incipiente.